Compreender por que razão o seu parceiro é violento

Não existe justificação para violência. Os parceiros violentos sofreram muitas vezes traumas que ficaram sem tratamento. Mas este trauma nunca justifica o abuso que infligem aos outros. Infelizmente, raramente são capazes de mudar, apesar de prometerem que o farão.

Verificado pela Assoc. Prof. Andreea Gruev-Vintila em 03/03/2022

Conhecer os factos

Estudos recentes mostram que a maioria dos parceiros violentos são motivados por um medo profundo de abandono, insegurança e raiva por se sentir humilhados. Mas os seus traumas e receios nunca justificam a violência que infligem nos outros.

  • Os parceiros abusivos acreditam que os seus próprios sentimentos e necessidades devem ser priorizados na relação.

    Atuam no seu próprio interesse em detrimento do seu parceiro para obter:

    • garanta de que nunca são deixados ou abandonados
    • controlo e dominação sobre os seus parceiros
    • a capacidade de fazer o que pretendem, sem qualquer consideração pelo seu parceiro e pelo que pretendem, e possivelmente sem considerar os seus filhos
    • garantir que o seu parceiro cumpre os seus pedidos e satisfaz as suas necessidades
    • silêncio e resignação do seu parceiro
    • a capacidade de extravasar a sua frustração sem restrições quando estão zangados, stressados ou cansados.
  • Ainda não muito conhecido em França, o conceito de controlo coercivo é reconhecido internacionalmente como a melhor forma de compreender a violência doméstica.

    Controlo coercivo é definido como um ato ou padrão intencional de controlo, constrição ou ameaça de comportamento usado por uma pessoa contra o seu parceiro ou ex-parceiro, com o objetivo de o tornar dependente, subordinado e/ou privando-o da sua liberdade de ação.

    Os agressores podem intimidar, humilhar, monitorizar, manipular ou até isolar o seu parceiro para exercer poder e controlo. O seu abuso pode assumir muitas formas diferentes.

A não esquecer

Não existe justificação para violência. Não é responsável pela violência que sofre. 

Muitas pessoas que sofreram violência direta ou indiretamente optam por não repetir a experiência e receber tratamento. Os parceiros violentos escolhem a forma como se comportam. 

Infelizmente, raramente são capazes de mudar, apesar de prometerem que o farão.

Profissionais e serviços especializados podem apoiá-la no caminho para a segurança e a independência.

Encontrar apoio

Em França, existem muitos serviços que a podem apoiar, aconselhá-la e ajudá-la nos procedimentos e documentação. A maior parte deles é gratuita.

  • Este serviço de aconselhamento telefónico destina-se a pessoas que enfrentam todos os tipos de violência e às que as apoiam.

    • Este serviço é gratuito.
    • Pelo telefone, um consultor qualificado irá ouvi-la e apoiá-la. Podem depois encaminhá-la para serviços relevantes perto de si.
    • Idiomas disponíveis: francês. Por vezes estão disponíveis os seguintes idiomas: inglês, árabe, espanhol, turco, mandarim, chinês, curdo, azeri, polaco, hebraico, persa, soninké, crioulo, quiniaruanda, kirundi e suaíli. Neste momento, infelizmente, estes idiomas estão disponíveis de forma irregular e não programada.
    • Contacto: ligue 3919, disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana. A chamada não irá aparecer na sua fatura de telefone.
    • Para pessoas que sofrem de surdez ou têm dificuldades auditivas, pessoas com afasia ou deficiências linguísticas, pode aceder a um serviço adaptado às suas necessidades, clicando no ícone de telefone na parte inferior direita do site www.solidaritefemmes.org.
  • Os "Centres d'Information sur les Droits des Femmes et des Familles (CIDFF)" ajudam o público em geral, especialmente as mulheres, em muitas áreas, tais como: direitos legais, saúde, procura de emprego, formação, criação de negócio e até cuidados infantis.

    • Estes serviços são gratuitos.
    • Poderão informá-la sobre os seus direitos e as medidas a tomar. Alguns centros podem ajudá-la com procedimentos e documentação.
    • Idiomas disponíveis: sobretudo francês.
    • Contacto: os dados de contacto do “CIDFF” na sua zona encontram-se neste diretório.
  • As "Associations" são organizações que oferecem diversos serviços.

    • Estes serviços são gratuitos.
    • Os serviços oferecidos variam consideravelmente de uma "association" para outra. Podem aconselhá-la e, por vezes, podem ajudá-la nos procedimentos e na documentação.
    • Idiomas disponíveis: sobretudo francês.
    • Encontrará uma lista de "associations" especializadas em ajudar vítimas de violência perto de si neste diretório selecionando o seu departamento francês.

Embora tenha havido o máximo cuidado para lhe apresentar as informações mais exatas e atualizadas, esta página não se destina a substituir aconselhamento jurídico ou profissional. As leis e os procedimentos mudam regularmente, pelo que é importante consultar profissionais qualificados.

Isto também lhe pode interessar

Implementar estratégias de segurança quando continua a viver em conjunto

Por todo o tipo de motivos, pode não conseguir deixar o seu parceiro ou o alojamento que partilha.…

Proteger-se durante uma agressão

Se o seu parceiro ou ex-parceiro começar a ser agressivo, tente ficar segura o mais rapidamente…

Preparar-se para se separar do seu parceiro violento

Terminar uma relação pode ser extremamente difícil. O momento de sair pode ser o mais perigoso se um…

Para intervenção policial:

Ir para cima