Conduzir em França

Se tiver obtido a sua carta de condução fora da União Europeia e estiver instalada permanentemente em França, regra geral terá de a trocar por uma carta de condução francesa. Muitos países têm um acordo de intercâmbio com a França. Se não tiver carta de condução ou não puder trocar a sua, também pode realizar um exame de condução em França.

Verificado por Women for Women France no dia 30/05/2022

Conduzir em França com uma carta de condução estrangeira

As condições para conduzir em França com uma carta de condução estrangeira dependem do país que a emitiu. 

Pode verificar online se pode conduzir em França com a sua carta de condução e em que condições.

Por exemplo, pode conduzir com uma carta de condução estrangeira sem ter de a trocar:

  • se obteve a sua carta de condução num estado-membro da União Europeia
  • ou se estiver a estudar em França e tiver uma autorização de residência ou "titre de séjour" com a palavra "étudiant", ou estudante.

Trocar a sua carta de condução estrangeira

Quando se instala permanentemente em França e obteve a sua carta de condução num país não europeu, normalmente tem de trocar a sua carta para continuar a conduzir em França num prazo muito rigoroso.

  • Pode trocar a sua carta de condução se cumprir todas as condições seguintes:

    • O país onde possui a sua carta de condução deverá ter assinado um acordo de intercâmbio com a França. Uma lista destes países pode ser encontrada neste site.
    • A carta de condução tem de ser válida e emitida por um país onde residiu habitualmente, ou seja, em que permaneceu pelo menos seis meses por ano. 
    • Se não for cidadão da União Europeia, deve ter um documento que a autorize a ficar em França, conhecido como uma autorização de residência ou "titre de séjour". 

    Para saber se isto se aplica a si, pode efetuar uma verificação neste site.

  • Os prazos variam em função da sua nacionalidade:

    • Se for cidadão de um estado-membro da União Europeia, terá de pedir uma troca entre o 6.º e o 18.º mês após a sua chegada a França.
    • Se for cidadão de um país fora da União Europeia, terá de fazer esse pedido no prazo de um ano após a data de início da validade da sua primeira autorização de residência ou "titre de séjour".
  • Para requerer uma troca da carta de condução, irá necessitar dos seguintes documentos:

    • um documento de identidade, como o seu cartão de identidade ou passaporte
    • um documento com a sua morada, conhecido como "justificatif de domicile" ou comprovativo de morada, com menos de seis meses, como um recibo de renda, uma fatura de gás ou de eletricidade ou um certificado de alojamento
    • uma cópia completa da sua certidão de nascimento
    • a sua carta de condução.

    Se os seus documentos não estiverem em francês, primeiro devem ser traduzidos por um tradutor juramentado ou "traducteur assermenté":

    • Em média, a tradução custa 30 a 80 euros por página.
    • Pode pesquisar online ou pedir à embaixada do seu país em França uma lista de "traducteurs assermentés" no seu idioma. Se for um refugiado político em França, não deverá contactar as autoridades do seu país de origem. Em vez disso, pode contactar uma organização que ofereça serviços gratuitos, designada “association” especializada em direitos dos refugiados.

    Além disso, precisa de uma foto que cumpra os requisitos. Recomenda-se que tenha uma fotografia tirada por um fotógrafo acreditado lhe dará um código de fotografia eletrónica.

  • Os procedimentos são depois realizados online neste site, seguindo estes passos:

    • Crie uma conta, inicie sessão no seu perfil e escolha o motivo do seu pedido.
    • Preencha o formulário com as informações solicitadas e carregue uma fotografia e a sua assinatura.
    • Carregue os outros documentos solicitados antes de confirmar o seu pedido.

Obter uma carta de condução em França

Em alguns casos, terá de fazer ou repetir o seu exame de condução em França. 

O exame de condução francês inclui:

  • Um exame teórico que testa os seus conhecimentos sobre o código da estrada. Tem de ser aprovada neste primeiro. O registo para este teste custa 30 euros.
  • Um exame prático que pode ser realizado no prazo de cinco anos após a aprovação no exame teórico. O registo para este exame é gratuito.

Se não falar francês, pode ser assistida por um intérprete durante os dois exames.

  • Para começar, contacte uma empresa especializada na preparação de pessoas para o exame de condução, conhecida como "auto-école", ou escola de condução, perto de si. Pode procurar uma online, por exemplo, no Google Maps, que lhe permitirá ver as avaliações que recebeu. 

    A escola de condução informa-a sobre as medidas a tomar e os documentos a apresentar. 

    Irão apresentar-lhe uma proposta com informações sobre as tarifas para: 

    • Cursos teóricos de preparação do exame, se pretender frequentá-los. Também pode optar por fazer o exame sem realizar o curso de preparação, mas não é recomendado.
    • Os cursos de condução que terá de realizar em função do seu nível:
      • Se já tiver uma carta de condução estrangeira, pode não precisar de frequentar aulas de condução. Isto depende, entre outras coisas, do país que a emitiu.
      • Se nunca conduziu antes, normalmente precisa de frequentar de 20 a 30 horas de aulas de condução antes de fazer o exame.

    Se não falar bem francês, pergunte-lhes o que tem de fazer para ser assistida por um intérprete durante os exames.

  • Está disponível ajuda financeira para obter uma carta de condução em determinadas condições. Pode consultar este site para perceber se pode beneficiar desse apoio.

Encontrar apoio

Em França, existem muitos serviços que a podem apoiar, aconselhá-la e ajudá-la nos procedimentos e documentação. A maior parte deles é gratuita.

  • As "PIMMS Médiation" são organizações que informam, orientam ou apoiam nos procedimentos administrativos em muitos domínios: acesso a serviços públicos, acesso a cuidados de saúde, candidaturas à assistência financeira estatal, declarações fiscais, declarações para "Pôle Emploi", etc.

    • Este serviço é gratuito.
    • Idiomas disponíveis: sobretudo francês.
    • Contacto: pode encontrar uma "PIMMS Médiation" perto de si neste diretório.
  • Os assistentes sociais ou "travailleurs sociaux"e "assistants sociaux" são profissionais que apoiam as pessoas nos seus procedimentos administrativos e ajudam-nas a encontrar soluções de acordo com as dificuldades com que se deparam.

    • Estes serviços são gratuitos.
    • Pode marcar uma reunião para receber aconselhamento personalizado de acordo com a sua situação e ajudá-lo nos passos seguintes, por exemplo: candidaturas a assistência financeira estatal, candidaturas a habitação social, registo no centro de emprego francês "Pôle emploi", etc.
    • Idiomas disponíveis: sobretudo francês.
    • Contacto: pode pedir uma reunião com um "travailleur social" junto de: 

Embora tenha havido o máximo cuidado para lhe apresentar as informações mais exatas e atualizadas, esta página não se destina a substituir aconselhamento jurídico ou profissional. As leis e os procedimentos mudam regularmente, pelo que é importante consultar profissionais qualificados.

Isto também lhe pode interessar

Encontrar trabalho e realizar formação profissional em França

Procurar um emprego num país em que não tenha crescido pode parecer assustador, especialmente se não…

Criar um negócio individual com regime simplificado em França

Se pretender vender os seus produtos ou serviços em França, pode iniciar o seu pequeno negócio como…

Pedir apoio financeiro do estado

Existem muitas formas de assistência financeira oferecidas pelos organismos públicos franceses para…

Para intervenção policial:

Ir para cima